Cristina Amaro
Está a ler

Por uma moda mais sustentável

0
As marcas

Por uma moda mais sustentável

Por uma moda mais sustentável

A moda tem variadíssimas responsabilidades sociais. Uma delas, e talvez a mais importante, é a sustentabilidade.

O meio ambiente é uma preocupação constante. E tem sido tema de conversa nos diversos meios de comunicação social. A sustentabilidade do planeta está em cima da mesa. E há que repensar os métodos produtivos aplicados na indústria da moda – e em todas as restantes áreas, claro está.

Há conceitos importantes a reter no mundo da moda sustentável: o slow fashion e o fast fashion. O primeiro consiste numa alternativa à produção em massa que, por sua vez, incentiva à consciencialização dos produtos que consumimos. Neste conceito valoriza-se muito o tempo necessário para um processo criativo responsável, bem como a importância de não produzir mercadorias descartáveis. Relaciona-se, sobretudo, com o conceito de “ser” e não de “ter”. Levanta, no fundo, várias questões éticas. O fast fashion é exatamente o contrário de tudo isto. Fazem parte deste conceito as marcas que têm uma política de produção rápida. Onde aquilo que efetivamente importa é vender o máximo no mínimo tempo possível.

A moda deve acartar consigo um lado mais ético. Não necessariamente “verde”, mas ético. Tanto as empresas como as pessoas que se encontram de alguma forma ligadas à moda devem investir naquilo que é a pesquisa de produtos mais sustentáveis para poderem produzir as suas peças. Desde produtos a tecnologias, bem como tudo o que permita respeitar as normas ambientais.

Se começássemos a criar um mundo onde os estilistas e as lojas demonstrassem ao seu consumidor que os seus produtos respeitam a ética da sustentabilidade, teríamos consumidores a começar a procurar qualidade ao invés de quantidade.

As pessoas informadas tomarão decisões mais ponderadas, baseadas num lado mais ético, não aceitando comprar por comprar. É por isso que o consumidor é uma personagem tão importante nesta mudança necessária.

A sustentabilidade está diretamente relacionada com a responsabilidade social, na medida em que quanto mais tomarmos consciência mais tempo de duração terá o produto nas nossas mãos. E, claro está, as agressões ao meio ambiente acabam por ser também elas menores.

“Tudo o que comprei hoje era realmente necessário?”. Se todos os dias fizermos uma pequena reflexão como esta já estamos a fazer parte da mudança. Temos esse poder. Temos, acima de tudo, essa obrigação.

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!