Cristina Amaro
Está a ler

Os Globos de ontem. O futuro de hoje.

1
A vida

Os Globos de ontem. O futuro de hoje.

Os Globos de ontem. O futuro de hoje.

Por Cristina Amaro e Alexandra Delgado Figueiredo

A SIC faz parte da minha vida. E eu faço parte da vida dela. Ontem celebrámos os 24 anos dos Globos de Ouro, no ano em que celebro os 15 anos do Imagens de Marca.

15 anos a fazer acontecer. 15 anos sempre a crescer. Em equipa. E sempre com amor. 15 anos que nos ajudam agora a planear o futuro. Que está mais perto que nunca. Ele aproxima-se e eu estou pronta para o receber e partilhar. Estou pronta para um novo ciclo. Tenho trabalhado todos os dias para isso. Muito. Por isso, hoje o foco é no futuro.

É hora de planear o dia 21 de outubro, o dia em que entro nos 50. Dia em que apresento o meu novo projeto a um grupo de convidados com quem temos vindo a trabalhar de forma mais regular nos últimos anos. São convidados especiais. É um dia especial. E é, também, a minha forma de mostrar o quão comprometida estou com o nosso futuro. O nosso. O vosso. O deles. O do nosso país. Das nossas pessoas.

O dia em que início o novo ciclo com a entrada nos 50 traz com ele um novo propósito. Maior. Mais nobre. E terá mais momentos e novas partilhas com todos. Para já, será um evento exclusivo.

Hoje, depois do glamour da noite de ontem, estou de volta ao meu mundo. E este sim é o meu mundo! O mundo das empresas e das marcas. Das pessoas de negócios e das histórias que fazem a economia crescer. É um mundo menos exuberante e sofisticado mas é aquele de que eu gosto. Aquele que eu quero. Aquele a que pertenço e que me faz sentir em casa…

Ontem não tirei muitas fotos apesar de ter gostado muito de regressar ao Coliseu. Talvez pela décima vez… já nem sei bem. Vivi o momento mais comigo e com os meus amigos e as pessoas de que gosto do que me preocupei com os registos para a prosperidade. Desculpem se falhei convosco. Ontem gostei de tudo. Foi sem qualquer dúvida um grande momento de televisão. E que orgulho senti fazer parte daquela casa!

Hoje regresso ao meu mundo. Volto a sentar-me na cadeira do cabeleireiro para gravar. Volto a sentar-me na minha secretária para responder às centenas de e-mails, que todos os dias chegam ao meu computador. Volto à minha realidade. E sim… volto a pôr as mãos na massa! Porque na minha realidade tenho de talhar a massa para fazer o bolo. Seja qual for a receita. Seja qual for o sabor. E eu quero que seja doce. Bem doce.

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!