Cristina Amaro
Está a ler

Onde o meu coração se encontrou

0
A vida

Onde o meu coração se encontrou

Foi o meu momento. Não sei se por estar a precisar de uma pausa da azáfama dos souks ou simplesmente por ser uma apaixonada por locais onde reina a paz, certo é que o Jardim Secreto de Marraquexe me encheu as medidas e se tornou, nesta visita, o meu lugar de eleição.

Dentro da medina, no coração da cidade, eis que nos cruzamos com um lugar mágico. Quando lá estive, em 2012, já estava em construção mas nem dele me apercebi. Fez jus ao nome… Abriu há pouco mais de dois anos e é imperdível!

O Riad, adquirido por um turista e investidor italiano – também dono do Riad Nashira, onde fiquei alojada desta vez –, foi transformado num lugar cheio de histórias para contar. No momento em que percebeu que naquele quintal havia um sistema ancestral de fornecimento de água à cidade, desistiu do projeto turístico e transformou-o num jardim. A água é mesmo o elemento central e é ela a estrela principal. Percorre mais de 60 km, vinda das montanhas do Atlas, entra no sistema de distribuição por gravidade e de forma simples, diria até básica, vai de encontro a uma parede, subindo assim para os canais que a fazem percorrer os seus caminhos. É um regresso ao passado. Às histórias que ouvíamos contar os nossos avós. Verdadeiramente impressionante e fascinante.

Os mais curiosos podem visitar aqui o site do jardim secreto para ver o filme dos caminhos da água em 3D mas quando lá for, não deixe de parar para perceber in loco o sistema a funcionar. Sentir o espaço e beber um chá na varanda é retemperador. Dali pode apreciar a cidade de uma ponta à outra. A qualquer hora vale a pena lá estar.

O meu conselho: sente-se um pouco nos bancos da pérgula central e aprecie a arte do teto, trabalhado à mão por apenas um único artesão. Explicou-me o guia que assim era para que a peça garantisse a uniformidade do toque. Uma só mão que faz tanta diferença… é lindo!

E a curiosidade: foi ali que me inspirei para criar o logótipo deste blog. Foi lá que nasceu a ideia do lettering e foi de lá que veio a vontade de trazer para aqui o elemento que mais tem a ver comigo, o coração. Por toda a experiência que vivi no Jardim Secreto, não tenho dúvidas de que irei voltar em breve. Deixou saudades.

Apaixonam-me os lugares com histórias para contar.

Veja também:

• Voltei a apaixonar-me pelo AZUL Majorelle

• Toda uma vida numa só PRAÇA

• SONS e lugares

• LUGARES que recomendo

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!