Cristina Amaro
Está a ler

Nunca um líder foi tão importante

0
As marcas

Nunca um líder foi tão importante

Nunca um líder foi tão importante

Por Cristina Amaro e Alexandra Delgado Figueiredo

Dadas as circunstâncias e mais do que nunca os líderes são necessários. E lideram também eles mais do que nunca. Na maior parte das vezes, têm-no feito com muita pressão e receio associados. Porque o mundo mudou. Literalmente, de um dia para o outro. Enquanto líder, senti uma responsabilidade acrescida em todas as decisões. Porque sinto que estou a liderar ao minuto, ao segundo, sem margem para erro. Mas nem por isso menos ciente de que estou a fazer o melhor por mim, pelos meus, pela minha empresa e – quero também acreditar – pelo mundo.

Liderar não é fácil. Ainda para mais, nos dias que correm. É como que se cada decisão tivesse uma dimensão maior do que aquela que teria em circunstâncias “normais”. Tem sido um desafio, não vos minto. Os meus dias têm sido tudo menos fáceis. Acredito que todos os líderes, de pequenas ou grandes empresas, sintam o mesmo porque parece que somos testados ao segundo. É preciso pulso firme a todo o tempo e um pouco de sorte – porque é e não digam que não. Mas também é preciso acreditarmos muito naquilo que valemos. Tornou-se imperativo mostrarmos de que fibra somos feitos. Tanto as pessoas, como as marcas e as organizações. Todos estamos a ser postos à prova.

Ninguém tem respostas. Todos temos dúvidas. E, acreditem, todos os líderes têm receios e incertezas. Mas acredito que depois de tudo isto voltemos a dar mais valor às pequenas coisas. A um beijo, a um abraço, a um almoço com os colegas de trabalho ou com a família e até ao ar que respiramos. Estou certa de que quando a tempestade passar, todos sejamos líderes, pessoas, filhos, netos, pais, trabalhadores e cidadãos melhores. Porque nada disto pode ser em vão.

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!