Cristina Amaro
Está a ler

Consumir Português | Yuti Design

4
As marcas

Consumir Português | Yuti Design

Yuti Design

Por Cristina Amaro e Alexandra Delgado Figueiredo

A Yuti Design é uma marca de joalharia 100% portuguesa contemporânea e artesanal. Desde o conceito até à execução final, cada item é idealizado e produzido pela criadora da marca, a Sónia.

A Sónia Teles é licenciada em Organização e Gestão de Empresas, no ISCTE, e detentora de um currículo com um já vasto histórico de cargos exigentes, com especial enfoque no mercado de luxo. Criar sempre fez parte da sua essência.

“A criação de um projeto que envolvesse a comercialização das peças não faria para mim sentido se no seu ADN não tivesse por base este carinho e componente humana. Por isso, para mim, a Yuti Design é, acima de tudo, um projeto com alma”, diz.

A Yuti Design nasce com uma missão especial. Tem como objetivo contribuir para uma melhor qualidade de vida de crianças e jovens mais vulneráveis e negligenciados e 10% dos lucros revertem a favor de instituições de ação social nacional.

Os materiais usados na produção das peças são cuidadosamente selecionados e adquiridos a comerciantes e fabricantes nacionais, sendo intenção da marca contribuir para um comércio justo e sustentável. As peças são complementadas com Prata de Lei e aço. São marcantes, leves e confortáveis.

Consumir Português | Yuti Design
Consumir Português | Yuti Design

A Sónia é uma mulher de tradições, de simbolismos. E criou esta marca que vive essencialmente dos detalhes, tal como eu gosto. Valoriza a relação emocional do consumidor com o produto. E isso reflete-se no seu trabalho, nos valores da marca e, naturalmente, nas suas conquistas.

Falei com a criadora da marca para perceber de que forma tem encarado os últimos tempos e foi uma agradável surpresa. Percebam porquê.

ENTREVISTA

Como está a viver este momento e de que forma a Yuti Design foi impactada pela pandemia?

Sem dúvida que este novo contexto teve um impacto negativo na performance das marcas. A Yuti Design não foi exceção.

Se, por um lado, a pandemia trouxe receios e incertezas. Por outro, gerou mais um importante alerta para as consequências “do que se faz” e de “como se faz” pelo mundo. Já para não falar da excessiva dependência de determinados mercados e players internacionais.

A Yuti Design encontra-se apenas disponível online, pelo que o impacto da retração do consumo foi inferior ao registado no retalho tradicional.

A marca encontra-se inserida no mercado slow fashion. Dirigimo-nos de uma forma muito próxima e humanizada a um nicho de mercado. Este human sensing, esta perceção das necessidades do cliente em tempo real, bem como esta capacidade de personalizar as peças, dando a cada pessoa a possibilidade de escolher entre cores e design, é uma das premissas da marca. A proximidade com o cliente é incentivada e acarinhada. Apostamos na qualidade em detrimento da quantidade, no cliente em detrimento do indiferenciado.

Nas suas grandes linhas, o ADN da Yuti Design mantem-se. A marca nasceu com uma clara missão de responsabilidade social, apoiada numa lógica de consumo sustentável e valorizando as nossas tradições. A escolha da principal matéria prima teve por base esta lógica de sustentabilidade e aproveitamento.

A pele de curtimenta vegetal, curtida através dos processos vegetais utilizados pelos nossos antepassados, é a principal matéria prima da marca, para uma menor pegada ambiental. É um método que usa extratos vegetais e é biodegradável. Não utiliza metais pesados, apenas taninos vegetais.

Com uma clara devoção à qualidade e aos detalhes. Produzo somente por encomenda, sem desperdício e sem fabrico em larga escala e tudo o que implica a existência de stock, contribuindo assim para um menor desperdício, menor utilização de recursos naturais e uma menor pegada ambiental.

Na Yuti Design cada peça é única. São peças com longevidade e que envelhecem graciosamente, podendo passar de geração em geração.

Como está a procurar dar a volta e tornar este desafio numa oportunidade para a marca?

A nossa visão alinha-se com os sinais de preocupação do consumidor, com a responsabilidade pelo nosso planeta e pela diminuição do consumo.

Acredito que precisamos de redescobrir o amor pelas peças que adquirimos, algo que se foi perdendo com o aumento do consumo de fast fashion. A aquisição de novas peças tornou-se usual, bem como a sua fácil substituição e isso, além de aumentar a nossa pegada ecológica, impede-nos de estabelecer um relacionamento emocional com o que adquirimos.

A vida ensinou-me, desde muito cedo, a dar valor ao que tenho, ao que alcancei. Adoraria ter mais peças, mais lembranças dos que cedo partiram. Há narrativas subjacentes, histórias, sentimentos por algo que não se descarta, como uma peça produzida entre milhões e para as massas. 

Sei que é possível crescer de uma forma orgânica e sustentável. Que podemos conviver e prosperar com generosidade. É esta a mensagem que quero deixar para as minhas filhas: empatia, determinação, convicção e o contributo para um planeta mais sustentável e humano.

Este é o desafio da Yuti Design.

O momento que vivemos é difícil para muitos setores de atividade, como é o caso da joalharia. Como é que tem procurado dar a conhecer a marca e de que forma olha para o momento que se vive no setor?

Há um reconhecimento cada vez maior das marcas portuguesas. Portugal é sinónimo de qualidade, criatividade e flexibilidade.

Associações como a AORP, à qual a Yuti Design é associada, e a APPICAPS têm realizado um excelente trabalho na promoção dos setores em que operam, contribuindo para uma identidade nacional.

Em termos de B2C, o mercado interno português é pequeno e, por isso, fundamental procurar ter uma dimensão internacional. Porém, a internacionalização exige avultados investimentos, juntamente com uma estratégia concertada, coletiva e perseverante.

Apesar da sua curta existência, a Yuti Design tem captado notoriedade em contexto internacional. Porém, para um crescimento sustentado serão necessários programas de apoio, parcerias que acelerem e consolidem esta presença.

Perante a facilidade de acesso a inúmeras plataformas de comunicação, em constante atualização de funcionalidades, é importante ser criativo na forma como se comunica e desenvolver estratégias para conquistar novos públicos.

Não há receitas infalíveis. A constante mudança é um desafio para as marcas. É necessário conhecer e acompanhar o que acontece por cá e internacionalmente e ser extremamente ágil e criativo.

Que novidades estão previstas lançar ainda este ano? É preciso surpreender ainda mais o consumidor nesta altura? Como olha para o futuro?

Estamos perante consumidores mais exigentes, do ponto de vista ambiental e cultural, socialmente mais envolvidos, que valorizam cada vez mais a capacidade socialmente responsável das organizações.

Acredito que, independentemente da dimensão das organizações, é possível sermos positivos e relevantes do ponto de vista social.

A preocupação genuína do consumidor em conhecer toda a cadeia de valor de um produto é, sem dúvida, um voto de esperança. Um sinal de preocupação e responsabilidade pelo nosso planeta e pela diminuição do consumo.

Este momento exige que as marcas desenvolvam novas capacidades colaborativas e a criação de valor através da partilha de competências, com os seus parceiros e até mesmo com os seus concorrentes.

A Yuti Design continuará, de forma responsável, a surpreender com peças e coleções únicas e disruptivas, bem como a incentivar parcerias com players e personalidades com atitudes e interesses idênticos, formas semelhantes de percecionar o modo de estar na vida e que tenham afinidade com o que a marca representa.

Se algo de bom adveio deste período em que vivemos foi a certeza de que estamos todos ligados, que necessitamos uns dos outros. Que temos de atuar de forma diferente, pois o planeta precisa de respirar.

Consumir Português | Yuti Design
Consumir Português | Yuti Design
Consumir Português | Yuti Design

Website: www.yutidesign.com

Instagram: @yutidesign

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!