Cristina Amaro
Está a ler

Consumir Português | Chumeco – Authentic Portuguese Shoes

1
As marcas

Consumir Português | Chumeco – Authentic Portuguese Shoes

Consumir Português | Chumeco - Authentic Portuguese Shoes

Por Cristina Amaro e Alexandra Delgado Figueiredo

Após uma passagem de aproximadamente 8 anos como Responsável de CRM (Customer Relationship Management) da Louis Vuitton Portugal, Mónica Soares embarcou no desejo de aprofundar conhecimentos académicos no que diz respeito à Gestão de Marcas de Luxo.

Com uma Pós Graduação em Business Intelligence / ISLA,  em 2011 decidiu aprofundar conhecimentos nesta área. Rumou a Londres onde, pela mão do PHD Pascal Portanier, fez uma Pós Graduação em Luxury Brand Management and Product Design. Quis desenvolver um projecto próprio e pôr em prática todos os conhecimentos adquiridos e decidiu desenhar um projeto onde o Customer Experience fosse um dos pontos altos associados ao produto de alta qualidade criado e desenvolvido em Portugal.

A Chumeco – Authentic Portuguese Shoes nasce em 2014, após uma experiência enquanto mono-marca de sensivelmente 1 ano. Desde aí não parou mais até aos dias de hoje. Conta com a presença,  para além da sua marca própria, de mais 8 marcas nacionais.

A Chumeco pretende proporcionar ao cliente uma experiência de luxo com a máxima confiança. A intenção sempre foi aproximar a qualidade ao preço e oferecer ao consumidor um sapato de qualidade com uma política de preço justa. Um desafio que, por muitas razões, se apresenta muito difícil, segundo a empresária.

Defensora da qualidade do Made in Portugal, a Mónica acredita que associar a alta qualidade dos produtos a um atendimento de qualidade faz a diferença no mundo das marcas.  A minha equipa falou com a empresária e deixo aqui a conversa.

A Mónica, antes deste projeto, trabalhou durante vários anos numa reconhecida marca de luxo. Qual a razão de querer criar a sua própria marca?

Em primeiro lugar, pelo desafio. Depois, por uma vontade de criar algo com o meu cunho. Em especial, sapatos porque tenho uma paixão muito grande por este artigo, mas também para aplicar muito dos conhecimentos e formações que fui adquirindo com o passar dos anos, quer na minha passagem pelo mundo do luxo, quer em formações que fui fazendo por meios próprios.

Por que razão optou por este mercado do luxo?

Pelo fascínio, pela capacidade de adaptação. Como sabemos, o mundo Luxo envolve sempre empresas com mais de 100 anos. Contudo, elas próprias vivem todos os dias novos desafios e conseguem, sem perder a sua tradição e arte de bem fazer, adaptarem-se a novas realidades, novas idades, novas exigências.

Conseguir trazer para a nossa realidade algumas das boas práticas que estas marcas de luxo adotam é potencializar a melhor experiência possível ao nosso cliente.


O que é a que a criação de uma marca de luxo implica?

Implica muita dedicação, muito esforço, muito trabalho, ter o cliente no centro do negócio. Ter como principal objetivo altos padrões de qualidade na nossa oferta, ter uma qualidade de atendimento elevada e estar em constante melhoria, seja em termos de produto, seja em termos de experiência proporcionada ao nosso cliente.


Todas as marcas devem ter, desde a sua criação, valores em que acreditam. Quais são os da Chumeco?

Excelência, atenção ao detalhe, qualidade, conforto. Exclusividade.

De que forma se marca a diferença perante um mercado com tanta oferta?

Procuramos fazer diferente, apostamos num produto de alta qualidade e sempre muito atual. Viajamos e visitamos muitas feiras em busca de conhecimento e de inspiração. Tentamos ter uma oferta diversificada para que seja possível cobrir um leque diversificado de gostos e necessidades.

Como tem encarado estes últimos meses de incerteza?

Com muita incerteza, tentando encontrar formas criativas de adaptar o protejo a esta nova realidade, sem perder a identidade. 

Sente que houve uma oportunidade neste enorme desafio da Covid-19? De que forma se reinventaram enquanto marca?

No que diz respeito ao nosso projeto, a Covid-19 trouxe um enorme desafio, pois de um dia para o outro tivemos que nos virar em exclusivo para o online. Traduzir uma experiencia física, que se pretende a melhor possível, para o campo virtual.

Quais os planos para o futuro?

Melhorar sempre. Estamos, neste momento, numa fase de desenvolvimento e de teste para trazer para o online o nosso projeto Bespoke


Onde é que ainda falta chegar? O que é que sente que ainda há para conquistar?

Penso que aprofundar o campo da personalização e o total sentido de exclusividade: um sapato para cada cliente.


Numa frase podemos dizer que a Chumeco – Authentic Portuguese Shoes é…

A tradução da arte de saber fazer, carregando o legado da tradição dos Chumecos portugueses para os tempos atuais, modernos e contemporâneos.

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!