Cristina Amaro
Está a ler

Começa hoje a ACREDITAR em ti!

0
As marcas

Começa hoje a ACREDITAR em ti!

Se tens 20 anos este artigo é para ti. Se tem filhos com esta idade, também…

Começa com um UP a minha mais recente experiência junto da geração que me vai substituir. Com um UP, bem alto! Um mexe-te. Salta da cadeira. Vai atrás do que queres! 

Foi assim que percebi porque estavam centenas de jovens, às 8H da manhã, à porta do auditório de Oliveira do Bairro. Iam para o mesmo congresso onde iria ser oradora a meio da manhã e, apesar de todos terem entrado tímidos e acanhados, rapidamente se levantaram cheios de energia como resposta ao estímulo de um orador que é simultaneamente um transformador de pessoas. Importa dizer que era sábado e que nenhum deles estava propriamente com ar de quem estava ali obrigado…

Ricardo Frade é a pessoa que faz a gestão da energia da sala ao longo de todo o evento num ‘espetáculo de palco’ que prende os participantes à cadeira. O ‘Eject Yourself’ é o momento que abre a Começar Hoje, uma conferência organizada pelo irmão Miguel Frade que detém a marca Migfrade Solutions em parceria com a Lampcoach, empresa de Ricardo. A Ana Gaboleiro, nossa coordenadora de conteúdos, estava comigo e foi ela que se cruzou com ele à hora de almoço e que partilha convosco algumas curiosidades sobre este nome. 

No auditório, ele agarrou a audiência com uma história de vida. Da sua vida. Partilhou com os presentes como transformou uma fase de enorme carência, e em que era mais fácil ficar sentado num canto a chorar, numa oportunidade de ajudar os outros e de ganhar dinheiro. Seduziu-me. Revi-me um pouco naquelas palavras. Sei bem o que é não ter e esforçar-me para o conseguir. E não é não ter coisas supérfluas, é não ter as essenciais.

O lead trainer, no fundo o dinamizador ao longo de todo o dia, não reúne somente um conjunto de oradores que vão a esta conferência conversar e partilhar a sua experiência de vida pessoal e profissional com os mais jovens. Ele faz por eles, num dia, o que eu tive de fazer por mim durante anos! E o que muitos não fazem nunca. Por isso digo que quem tem 20 anos tem de ler isto e quem tem filhos nessa idade, também.

Deveria ser obrigatória uma experiência assim nas escolas. Deveriam todos os jovens ouvir falar da importância de conversarem mais uns com os outros em vez de se esconderem atrás de um écran de telemóvel ou de computador. Deveriam saber que para ganharem cinco euros só têm de ir atrás como o Ricardo fez ao tirar uma nota do bolso e perguntar se alguém queria aquele dinheiro. Os que pensaram que sim mas não foram, perderam-no. Os que se levantaram e correram para o palco sem medos e sem vergonha, venceram. Um deles ganhou a nota. O mais rápido e audaz. Os outros ganharam a experiência de tentar. Foram aplaudidos pela sua coragem e incentivados pela sua atitude.

A vida é feita disso mesmo. De atitude. Foi uma das palavras de que se falou como característica importante para quem quer entrar no mercado de trabalho. Atitude revela confiança, autoestima, boa educação, determinação…e trabalhar a atitude faz-se assim, nestas experiências como a que a Conferência “Começar Hoje” permite viver.

Para mim foi um dia longo depois de uma semana intensa! Mas valeu a pena regressar a Lisboa com a sensação de ter feito a diferença na vida de alguém que amanhã vai estar no mercado de trabalho a ajudar a nossa economia a crescer. É importante mudar mindsets e incutir um novo espírito nas novas gerações. É importante perceber que importa mais o que fazemos pelo nosso país do que o que o nosso país faz por nós. O país somos todos nós e cabe a cada um fazer uma parte.

Os mais jovens fiquem atentos a este evento que aconteceu, este fim de semana, em Oliveira do Bairro. Esta foi a 8ª edição e seguramente mais uma que fez regressar aqueles “miúdos” com uma nova cabeça a casa. Eu vim mais inspirada. E sim, com a certeza que inspirei alguém.

UP!! Dancem, cantem, gritem! Vão atrás do que querem. E vejam os vídeos e as fotos que registam o momento para perceberem o que estou a tentar dizer em palavras. Há coisas que só mesmo vividas se sentem. 

Apaixona-me o “mexe-te que a vida é lá fora!”.

Fotos: Bright Creations e Ana Gaboleiro

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!