Cristina Amaro
Está a ler

Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50

1
A vida

Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50

Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50

Por Cristina Amaro

Dos 40 aos 50

A idade onde acabei de entrar. Aquela que todos dizem convidar a balanços, a olhar para trás, a reequacionar o que faz mais e menos sentido. A idade dos novos 30, de pormos óculos a tempo inteiro porque já não vemos bem ao longe, nem ao perto. De afastarmos o telefone de nariz franzido e com a lengalenga do já não vejo nada sem eles… Os 50. O meio século, se quisermos colocar drama na história, ou a idade da experiência e da maturidade. Prefiro essa. E é sob o seu efeito que vem o último texto de celebração e partilha da minha história de vida. Escrita em versão short e numa das mais loucas semanas da minha vida. Na segunda feira vão perceber porquê…

Esta foi uma década onde tudo aconteceu. Começou em 2009 e até hoje foi sempre a gerir intensidades. O ano em que me divorciei viria a fechar com um bom momento profissional, precisamente aquele em que criei uma segunda marca no nosso universo empresarial, e nos fez criar duas áreas de negócio. Independentes. Separadas nas equipas mas juntas num mesmo propósito: ajudar as marcas e as empresas a comunicarem melhor. Época de reforço e de contratações para manter separadas as unidades que assim tinham de estar e não ferir a credibilidade do negócio e do nosso trabalho. Anos de profunda entrega ao lado profissional, com as responsabilidades a crescerem cada vez mais e as oportunidades também.

Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50
Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50

A dar os primeiros passos no digital e a afirmar uma nova área de atividade. A minha empresa ganhou novo fôlego por esta altura, já na casa nova. Já com a equipa arrumada. Já com os novos objetivos traçados. Tempos desafiantes começaram a surgir, mas nós estivemos sempre à altura. Foi nesta época que contratei, pela primeira vez, uma diretora executiva e foi também o momento de ter 3 programas em simultâneo em antena de televisão: O Imagens de Marca e o Portugal Marca, na SIC Notícias, e o visita Guiada, na SIC Internacional. A eles juntaram-se depois o RTP Running e o Cozinha com Amor.

Anos loucos de produção que nos fizeram crescer e abrir horizontes para áreas distintas, como o Turismo, Life Style, Empresas e Branding. Mas também anos em que nos afirmámos nos conteúdos editoriais e corporativos.

Caso-me, de novo apaixonada, em 2012 e vejo a minha vida a ser cada vez mais exigente a partir de 2013. Foi também por esta altura que produzimos uma série especial que a todos nos apaixonou e fez o Imagens de Marca subir, organicamente, de 12 mil amigos para mais de 160 mil em pouco mais de 1 ano. O Travel Brands foi uma experiência tão mágica como louca! Louca pelos desafios de cada viagem, mas também pela dimensão da exigência da sua produção e financiamento. 10 países visitados para analisar a marca nação nos 10 anos de Imagens de Marca.

Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50

Década que vejo o meu pai partir e que quase perdi a minha mãe. Que a minha vida volta a dar mais uma cambalhota com os problemas de saúde familiares que me obrigaram tantas vezes a parar o mundo para proteger quem mais amo na minha vida.

Tempos de crescimento, de crise, de lutar pela sustentabilidade da empresa e do negócio de produção de conteúdos. Tempos de ser Tia-avó com o primeiro filho do meu primeiro sobrinho a nascer. De voltar a apaixonar-me por um cão, o Puppy, que já deve ser o cachorro mais conhecido deste país… Tamanha é a minha vontade de partilhar as doçuras do bichinho.

Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50

Década de voltar a mudar de casa e a ver a vida empacotada outra vez. De me orgulhar cada vez mais do que sou e do que faço. De saber que é isto que faz sentido para mim. Que é isto que quero continuar a fazer. Até continuar a fazer sentido.

De 2009 a 2019. Os 10 anos que me permitiram ganhar confiança, maturidade, sensatez, maior serenidade. Mais consciência do que posso e não posso fazer à minha saúde. Da importância de parar. De respirar. De ouvir os sinais do corpo e respeitar o que nos dizem. De focar no que realmente importa deixando ir o menos importante. De perceber que, apesar de ter inúmeras e enormes responsabilidades sobre uma equipa de 25 pessoas, há momentos que têm de ser nossos. Só nossos. Que são estratégicos para a capacidade de liderar e mobilizar.

Os 10 anos em que percebi que sou acima de tudo uma entusiasta. Uma pessoa que acredita e mobiliza. É isso que quero que seja o meu novo futuro, uma inspiração para os outros. Por isso criei um novo projeto, grande e ambicioso, que vão conhecer a partir de segunda feira. Um projeto que vem juntar-se aos muitos que já tenho na minha vida profissional mas que quero que me deixe espaço para viver. Para sentir a vida com mais calma e mais sabor.

Venham os 50´s que o que fica para trás é uma dança cheia de magia.

Cheguei aos 50 | Dos 40 aos 50

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!