Esta é a “FÓRMULA" de uma emissão especial

Image v1
dezembro
01
Imagens de marca TV

Bastidores

Por Francisco Branco


Eram seis e meia da manhã. Fazia frio. Mas a cabeça já estava a fervilhar de ideias e preparada para um dia que prometia ser bem longo. É sempre assim quando temos de gravar as emissões especiais do Imagens de Marca. Antes de nos dirigirmos até ao Mercado Abastecedor de Lisboa houve tempo para um chá e uma torradinha na produtora do programa. É aqui que informalmente se discutem ainda alguns pormenores das gravações, mas nada demais. Afinal, este tipo de formato requer um trabalho prévio aprofundado. São várias semanas de pesquisa sobre a marca ou a empresa que vai estar em destaque no programa, contactos, reuniões, a escrita do guião e até uma repérage (visita técnica aos locais da emissão para garantir que temos todas as condições necessárias para conseguirmos as imagens com a melhor qualidade possível), antes de finalmente chegarmos a este dia.

A fábrica da Science4you, uma empresa portuguesa de brinquedos científicos e educativos, que hoje chega aos quatro cantos do mundo, era o nosso destino. E tínhamos de imediato um desafio pela frente: montar quase de raiz, e em apenas uma hora, o cenário da entrevista. Desta vez havia que transportar para o showroom da marca os sofás e tapete (vou fazer talvez uma inconfidência) que a Cristina Amaro nos tinha cedido e que se encontravam na sua sala da produtora, trocar brinquedos de sítio, colocar os projetores de luz e ajustar as câmaras de filmar ao ambiente que nos envolvia. Acabou por ser mais fácil do que pensava. Tanto que os repórteres de imagem, antes do início da entrevista, tiveram oportunidade de ir filmar detalhes das linhas de produção, e eu de ir à cantina da empresa beber mais um chazinho – confesso que ainda não me encontrava nas melhores condições físicas, depois de ter passado um fim de semana em casa adoentado. Mas, como se costuma dizer, quem corre por gosto não cansa!

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

De regresso à sala onde tudo iria acontecer. A Cristina já estava a ser maquilhada. Foi a altura ideal para pormos a conversa em dia, falarmos um pouco sobre o guião do programa e esclarecer algumas dúvidas para não se cometer qualquer gaffe! Rigor, rigor, rigor. Rever, confirmar e voltar a rever. Posso dizer que, ao longo da minha passagem pelo Imagens de Marca – prestes a completar 7 anos! –, estas foram algumas das palavras que mais assimilei no meu dia-a-dia. É isso que os espectadores esperam de nós, alguém em quem possam confiar, num momento em que o jornalismo vive uma crise sem precedentes. Confiança é mesmo a palavra certa que nos deve guiar. E é também de confiança a relação que a Cristina Amaro construiu, não só com a audiência, mas também com os responsáveis de empresas ao longo destes quase 15 anos de programa.

Não foi por acaso que antes da entrevista propriamente dita, a Cristina teve uma conversa mais informal com o Miguel Pina Martins, o fundador e presidente-executivo da Science4you. É essencial conhecermos quem é o nosso interlocutor, estabelecer laços e pô-lo confortável para que no final o programa tenha o melhor conteúdo possível. Não foi difícil. O Miguel estava descontraído, mesmo numa semana, no mínimo, agitada: iria lançar o seu novo livro, receberia na fábrica logo no dia seguinte o primeiro-ministro António Costa, e na quarta-feira seria o início da oferta pública de distribuição de ações da empresa (uma operação que irá culminar a 21 de dezembro com a entrada em bolsa).

Image
Image
Image
Image
Image

Como esperado, a entrevista correu sem sobressaltos e foi, por isso, altura de pormos “mãos na massa” para descobrirmos como é realmente aquilo que na empresa dizem ser a “ciência de brincar”. É o momento em que se põe em prática um dos lemas do Imagens de Marca: “não contamos apenas as histórias, vivemos as experiências”. Viajámos pela fábrica para conhecer todo o processo de produção. As equipas trabalham por turnos e de forma a conseguirmos “apanhar” uma altura em que as instalações estivessem em pleno funcionamento tivemos de nos apressar. Mas a magia, essa, aconteceu no laboratório, onde a equipa da Science4you faz os testes e desenvolvimento de novos produtos. A Cristina tornou-se uma cientista por um dia ao ser surpreendida com uma experiência química. Através da produção de um gás obteve várias colunas de espuma que se traduziram numa divertida explosão de cores. Para mim, um dos melhores momentos deste dia.

E já não restava muito mais para fazer. Ainda houve tempo para ver de perto como é o processo de criação e design de novos brinquedos, em concreto de uma linha robótica, e assistirmos a uma produção fotográfica. Isto é o que de melhor levo destas emissões especiais, e, de resto, do meu dia-a-dia no Imagens de Marca. É ter a oportunidade de entrar noutros universos, conhecer diferentes pessoas, hábitos, culturas. É a possibilidade de ver e sentir a diversidade que este mundo nos oferece!

Uma curiosidade: a sessão fotográfica que o Miguel Pina Martins fez logo após as gravações fica também para a nossa história já que foi feita no nosso cenário. Gostámos disso. No final, a equipa foi para casa, porque no dia seguinte havia novos desafios pela frente. Eu e o meu colega João Ricardo Pinto ainda tivemos de fazer uma pequena visita ao Centro Comercial Colombo, em Lisboa, para recolhermos imagens do mais recente espaço próprio da Science4you. Posso dizer-lhe que o resultado de toda esta experiência também implicou um pouco de ciência! Convido-o a conhecer a nossa “fórmula” final na antena da SIC Notícias ou no site do Imagens de Marca!

Image
Image
Image
Image