Cristina Amaro
Está a ler

Agradeça

0
A vida

Agradeça

Nem todas as circunstâncias acontecem da forma como queremos. Há dias bons, dias menos bons, dias em que nem sabemos o que pensar ou sentir. Esta é a dinâmica da vida onde tudo parece encaixar-se por mais absurdo que seja. Mas necessitamos assim tanto desta arritmia em que ora estamos bem, ora estamos mal? Na verdade, é apenas um dos modos para absorvermos a magnificência da vida.

A 11 de janeiro celebra-se o Dia Internacional do Obrigado. Uma homenagem e um agradecimento às coisas boas que nos acontecem todos os dias. A gratidão é muito mais do que um obrigado. A gratidão é uma forma de estar na vida. A perspetiva que nos permite reparar no mais ínfimo pormenor de tudo o que nos rodeia. Nas pessoas, na natureza, nas coisas.

Se há algo que pode salvar a Humanidade é a capacidade de agradecer. Um simples olhar, um abraço, um beijo, uma carícia, uma palavra amistosa, é tudo o que basta para que as pessoas se unam e construam algo juntas.

Todos os dias devemos ter um momento de gratidão em que honramos o que tivemos a capacidade de presenciar. Mesmo que duro, mesmo que inesperado, a humilde habilidade de olhar para um momento e agradecer é um puro ato de humanismo. Um ato de conexão interna.

Se porventura hoje não agradeceu, faça-o. Não hesite. Por mais mínimo que lhe possa parecer verá que fará toda a diferença. Agradecer torna-nos íntegros, confiantes, audazes, meritórios de coisas melhores. 

Como podemos receber algo maior se nem a coisa mais pequena agradecemos? Como podemos ter um relacionamento saudável se nem agradecemos a presença do outro na nossa vida? Como podemos ter um carro melhor se nem agradecemos o carro que temos? Como podemos esperar uma posição melhor na nossa vida se nem agradecemos tudo o que aprendemos com a posição que temos?

A dialética da vida é feita com base na gratidão. Da forma como estamos aptos a receber e a dar. Da nossa atitude perante a mais pequena partícula existente. Agradecer é mais do que respeitar. Agradecer é estar atento ao que nos liga uns aos outros.

Dois dos livros que pode ler para trabalhar o seu estado de gratidão são “Gratidão: uma forma de vida”, de Louise L. Hay, e “Dar e Receber”, de Adam Grant.

Estas leituras ensinaram-me que um dos princípios mais importantes para termos sucesso na vida é o princípio da gratidão.

Curiosamente, e na altura em que li estes dois livros, aconteceu-me uma situação muito interessante. Tomei consciência do quanto a minha vida já era fabulosa. Pois tudo o que tinha era tudo o que necessitava para ser feliz.

Agradeça o que tem. Agradeça o que faz parte de si de alguma forma. Mas acima de tudo, agradeça por ter recebido a maior de todas as prendas: a vida.

Desejo-lhe momentos inspiradores.

Boas Leituras.

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!