Cristina Amaro
Está a ler

A nossa Irina

1848
A vida

A nossa Irina

A nossa Irina

Por Cristina Amaro e Alexandra Delgado Figueiredo

Se tivesse de descrever a Irina numa pequena frase seria “a melhor pessoa do mundo”. Acho que não consigo arranjar uma descrição mais à sua altura que esta.

 A Irina é amiga. A Irina dá colo. A Irina é doce. Tão doce. Trabalhamos juntas há relativamente pouco tempo, mas parece que nos conhecemos desde sempre. Porque com a Irina é sempre tudo muito intenso… de tão bom que é.

É minha assistente, mas ela é muito mais que isso… é “a minha Ninoca”. Conhece-me como ninguém e tem o melhor abraço do mundo. É possível juntar tantas qualidades numa pessoa só?

Veio unir (ainda mais) a equipa. Obriga todos, faça chuva ou faça sol, estejam atolados de trabalho ou não, a parar para almoçar à mesma hora em “família” porque “comer em família é aquilo que importa”, como diz. A Irina é isso mesmo, é a mãe desta empresa. Cuida de tudo e todos. Desde as plantas aos colaboradores. Põe tudo de sorriso na cara, põe tudo em sentido e cuida de todas as pessoas como se um filho se tratasse.

A Irina é, sobretudo, uma pessoa rara. Cheia de valores e com tanto (mas tanto!) amor para dar. A vida foi mesmo generosa quando a pôs no meu caminho.

Irina, “nossa” Irina, qualquer coisa que escreva aqui nunca será verdadeiramente digna de ti e tampouco estará à tua altura.
O mundo precisa de mais Irinas. Que sorte a minha já ter encontrado uma. A minha!

Ninoca, serás para sempre nossa. Tão nossa. <3

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!