Cristina Amaro
Está a ler

A arte de organizar

1
A vida

A arte de organizar

A arte de organizar

Vamos falar de Feng Shui Mental?

A forma como organiza e dirige a sua vida externamente reflete o modo como está mental e emocionalmente organizada. Se acredita, por exemplo, que a sua desarrumação já faz parte da sua personalidade e que a mesma não está a influenciar os seus resultados, saiba que não é bem assim. O nosso cérebro é apaixonado por estrutura pois, sem esta, fica vulnerável a todo o tipo de ruídos internos e externos.

Já se sentiu emocionalmente confusa e dispersa?

Já se viu perdida entre as tarefas que está a realizar?

Já atingiu o ponto em que pura e simplesmente não consegue ter clareza sobre nada porque os pensamentos não param de acontecer?

Esquece-se frequentemente de nomes de pessoas, do sítio onde deixou as chaves de casa ou do carro, ou mesmo de um compromisso?

Tem dificuldade em concentrar-se e manter o foco na realização de algo?

Se se revê em algumas destas questões, saiba que internamente não está a arrumar a informação no sítio certo.

O nosso cérebro liga-se às coisas através da criação de pontos de referência internos. Estes pontos correspondem “à gaveta” onde a informação é armazenada. Se, porventura, a informação for mal arrumada terá dificuldade em analisar, associar e relacionar informação.

Imagine que está a arrumar as suas meias numa gaveta. Se as arrumar sem estarem aos pares, será desafiante (em alguns casos até desesperante) encontrar um par de meias quando precisar de calçar umas. Com o nosso cérebro é exatamente a mesma coisa. Ao não desenvolver uma estrutura mental que lhe permita organizar informação internamente, terá inevitavelmente dificuldade em utilizar essa informação quando mais precisar.

Muitos casos de “falta de memória” são falsos alarmes. Não tem que ver com um desafio cognitivo, mas sim com a forma como recebemos e estruturamos a informação que nos chega.

Um dos princípios fundamentais do Feng Shui é que a energia precisa de fluir nos espaços. Para isso, há um conjunto de técnicas que ajudam, por exemplo, a arrumar a casa para que essa energia circule livre e abundantemente. Em questões mentais e emocionais passa-se exatamente o mesmo. Para que a energia circule harmoniosamente em nós é necessário arrumarmos muito bem as nossas divisões internas. Ou seja, as gavetas do nosso cérebro.

Quando estamos a realizar uma tarefa é saudável estarmos concentrados, certo? E o mais importante é conseguirmos concluí-la o mais rápido e melhor possível. Mas por vezes não é fácil. Começamos uma e outra tarefa incessantemente sem terminar uma. Neste caso, o que acontece dentro de nós é impressionante.

O nosso cérebro quando está a processar algo você interrompe com outra coisa. Normalmente, quem adere à multitarefa sofre deste sintoma. Contudo, a questão é mais profunda. Quem desempenha tarefas segundo este modelo pode ter, efetivamente, uma mente desorganizada.

Seis dicas para organizar melhor o seu cérebro (e por conseguinte a sua vida):

  1. Quando começar uma tarefa leve-a até ao fim. Só após de ter concluído uma tarefa é que deve iniciar outra.
  2. Mantenha a sua secretária organizada e, se possível, só com o que é indispensável ao trabalho que está a realizar. Se o seu ambiente lhe estimula para múltiplas coisas terá dificuldade em concentrar-se numa só coisa.
  3. Organize uma lista diária de tarefas por ordem de pertinência. Assim que concluir uma tarefa faça um check. É importante olhar para a sua lista e sentir que está a concluir aquilo a que se predispôs.
  4. Tenha diariamente vários momentos de “espaço em branco”. Este espaço representa um momento em que se descontrai e simplesmente respira. A sua produtividade irá aumentar significativamente.
  5. Não esteja constantemente a consultar a sua caixa de email. Eu retirei as notificações de email e defini dois momentos do dia em que me dedico a ler e a responder a emails. Se imaginar que sempre que recebe um email equivale ao carteiro a bater à sua porta, vai certamente ter outra perspetiva em relação a isto.
  6. Desligue-se da tecnologia pelo menos uma hora antes de ir dormir. O cérebro precisa de descanso e não de mais estímulos.

A eficácia do nosso dia depende diretamente da nossa organização mental. Da forma como estamos internamente estruturados.

Para que a organização e a clareza passem a contribuir para o seu equilíbrio, sugiro a leitura do livro “A Arte de Organizar a sua Vida” de Hideko Yamashita.

Sendo uma leitura que vai além do mero ato de arrumar os armários, Hideko fala-nos do método japonês dan-sha-ri que nos ajuda a estruturar e a organizar a nossa mente. Pois a forma como organizamos uma coisa é a forma como organizamos todas as outras coisas. E tal como refere o livro, “encontre lugar para aquilo que é realmente importante” na sua vida.

A arte de organizar

Desejo-lhe momentos inspiradores.

Boas Leituras,

César Ferreira

César Ferreira

Mentor para a Aprendizagem, Mentor de Autor e Biblioterapeuta

Deixe uma resposta

Follow @ Instagram

Siga-me!